Menos tempo, mais eficiência!

o tempo da gente é relativoÉ incrível observar o quanto rende mais o dia em que a gente está super atarefado e cheios de coisas para fazer, quando comparamos com aquele dia que parece que temos o dia todo pela frente, planejamos fazer mil coisas e no fim do dia, não fizemos quase nada.

Por que isso acontece?

Boa pergunta! Acredito que quando temos menos tempo, nos tornamos mais produtivos e fazemos cada minuto valer à pena. Aqueles 10 minutos que parecem pouco para começar algo se tornam, de repente, úteis e você entra no piloto automático de fazer as coisas sem refletir tanto se compensa começar ou não. O negócio é fazer e deixar pronto!

pintura de Frida Kahlo no gente com genteEntretanto, quando temos relativamente mais tempo livre (digo isso porque os dias tem, no fundo, a mesma duração), consumimos um tempo enorme pensando em aspectos pouco relevantes e que acabam atrapalhando a gente a dar o pontapé inicial.

Achamos que o tempo não será suficiente ou não estamos devidamente preparados ou que falta algo indispensável, mas nem sempre isso é verdade.

Organização do tempo

Esse é um tema cada vez mais importante nos dias atuais, nos quais a gente, com tantas responsabilidades entre trabalho, estudo, família e vida pessoal precisamos encontrar tempo para tudo.

A rotina pode ser algo importante, para ajudar você a gastar menos tempo com o assuntos que são de menor importância, como o ritual de se arrumar de manhã ou ler e-mails, por exemplo. O ideal é começar e terminar o que foi começado. Quanto menos pendências você deixar para trás sem resolver, menos tempo do seu dia será consumido com pensamentos como: “Eu não posso esquecer disso”, “Eu preciso fazer aquilo” e terá que pensar pelo menos duas vezes no mesmo assunto. Por que não fazer tudo de uma vez só?

Você costuma terminar o que começa ou prefere sempre deixar para depois?

Você também tem a sensação de que o seu dia rende mais quanto mais coisas você tem para fazer?

Escreva para a gente e conte a sua experiência!

Leia também:

Imagem por dialogospoeticosimello.blogspot.com

Texto por Fernanda Suguino. Todos os direitos reservados.
Reprodução parcial permitida com citação obrigatória do link de origem.

Anúncios

Autor: Fernanda Suguino

Fascinada por gente que pensa, questiona e desafia a si mesmo. Psicóloga formada pela Universidade Mackenzie e pós-graduada em Psicopatologia pela NAIPPE/USP.

Você também já passou por isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s