Nunca é tarde para a gente aprender algo novo!

Aprender algo novo é abrir horizontes para novas oportunidades. Conhecer gente nova pode significar muito mais do que ampliar o círculo de amigos. Aprender uma nova profissão pode ser muito mais do que estudar. Conhecer uma nova cidade poder ser mais do que fazer turismo. Esse “poder” depende de você!

como_mexer_no_iphone_no_gente-com-genteAprender permite com que a gente tenha o poder de transformar. Poder nos dois sentidos da palavra:  o poder de decisão e o poder de ter a chance de experimentar algo novo, nem que seja para dizer depois que não gostou.  Aprender de verdade está relacionado à vivência, à prática e à realidade. Antes de tudo, a gente precisa querer aprender (ou precisar. Poucas motivos se sobrepõem à necessidade).

Imagem: apple.com

Querer… querer aprender minimiza o esforço e, ao mesmo tempo, amplia o prazer e a gratificação pelo retorno de ser capaz de executar algo novo.  A necessidade de aprender um novo idioma morando num país estranho, a necessidade de aprender a dirigir para tornar a vida mais cômoda, a necessidade de acompanhar os avanços da tecnologia para não ficar de fora… Tudo isso torna o esforço muito mais leve.

prazer_de_aprender_no_gente-com-gente

Imagem: Stefan Nöbel-Heise

Por que tem gente que não aprende?

Dificilmente a gente não aprende por não ser capaz de aprender. A gente não aprende porque não quer aprender. Falta vontade, falta motivação, falta sentido, falta concentração, falta tudo! A gente não aprende por não conseguir responder a pergunta:

— Aprender pra quê?

gente_que_nao_aprende_no_gente-com-gente

Imagem: John Dow / photocase

Se a gente não gosta daquilo, não se identifica e/ou não precisa, está completa a barreira para o aprendizado. E aí, cada minuto dedicado a isso é penoso, difícil, intragável. Insistir em aprender assim só vai transformar essa experiência em mais uma daquelas mil coisas que você aprendeu um dia, usou pouco (ou nunca usou) e já esqueceu há tempos. Assim, você literalmente desperdiçou seu tempo.

aprender_para-que_no_gente-com-gente

Imagem: Museum Follwang, 2011

É por isso, que muita coisa que a gente aprende na escola simplesmente se esconde em algum lugar nebuloso da nossa mente. Do que a gente se lembra??? Do tédio, do sofrimento e das horas investidas em algo que não nos trouxe prazer algum. Repetir essa experiência negativa, faz com que o nosso cérebro registre que aprender é ruim, se fechando para aprender novamente (afinal, aprender é interpretado como algo negativo).

Depois de anos de aprendizado forçado na escola, muitos jovens preferem dar um tempo.

Chega de aprender! Chega de sofrer!

Muita gente aprende o verdadeiro sentido do aprendizado na vida adulta:  o prazer proporcionado por se fazer aquilo que gosta. Aí, é hora de fazer um curso de artesanato, é o momento de fazer uma segunda faculdade ou investir no esporte, na dança e na arte. Não se sinta surpreso(a), se de repente você descobrir que precisa de uma vida nova, onde o fazer o que gosta passa a ser prioridade. Alguns resolvem mudar de profissão, abrem o próprio negócio ou investem em hobbys e viagens.

aprender_a_crescer_no_gente-com-gente

Quando a gente aprende de verdade, a gente se descobre enquanto pessoa, dá ao mundo que nos cerca um colorido diferente e vê as dificuldades com outros olhos. Mudamos prioridades, mudamos  os hábitos, o guarda-roupas, o círculo de amigos e até de namorado(a). Tudo isso é apenas o sintoma de tentar ser a gente mesmo e deixar o mundo que nos cerca com a nossa cara.

transformar_no_gente-com-gente

Tem gente que chama isso de ficar velho, de rebeldia ou de criancice. Eu chamo isso de aprendizado!

Se você se interessou por esse tema, também poderá gostar de “SEMPRE podemos ver as coisas de um jeito diferente“.

Texto por Fernanda Suguino. Todos os direitos reservados.
Reprodução parcial permitida com citação obrigatória do link de origem.

Anúncios

Autor: Fernanda Suguino

Fascinada por gente que pensa, questiona e desafia a si mesmo. Psicóloga formada pela Universidade Mackenzie e pós-graduada em Psicopatologia pela NAIPPE/USP.

2 comentários em “Nunca é tarde para a gente aprender algo novo!”

  1. Amei a matéria!!! Me faz lembrar a mãe… não entendia pq ficávamos tanto no computador, e agora… ela que não larga. Bjs.

    Curtir

Você também já passou por isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s