Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida

Um dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria da empresa um cartaz enorme, no qual estava escrito:

nota_de_falecimento“Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida. Você está convidado para o velório às 10h na quadra de esportes”.

No início, a tristeza tomou conta de todos. A morte de alguém, independente de quem, é sempre algo triste. Apesar do clima sóbrio e do luto que se espalhou pelo recinto, entre as pessoas só se ouvia a pergunta: – Mas quem morreu? A curiosidade logo fez com que a quadra de esportes ficasse lotada. A agitação era tão grande, que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório. 

Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, os comentários só aumentavam:

dor_luto– Será que o fulano estava doente?
– Será que foi o ciclano?
– Já pensou se foi o beltrano?
– Não seria nada mal se tiver sido o meu chefe!

Os comentários eram de todos os tipos. Até algumas piadas surgiam de vez em quando e as pessoas seguravam o riso para não parecerem indelicadas.

As pessoas se aproximavam lentamente do defunto. E já não faziam mais comentários. Não viam a hora de ver com os próprios olhos quem foi que “bateu as botas”.

velório_Oscar_NiemeyerAo chegarem perto do caixão, os seguranças cuidavam para que a despedida fosse feita um a um. O caixão estava fechado e não era muito fácil reconhecer o corpo. Olhando mais de perto, lá no fundo havia um espelho e cada um via a si mesmo…

MORAL DA HISTÓRIA:

dor_da_perdaSó existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: VOCÊ MESMO!

O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos. A maneira como você encara a vida é que faz TODA a diferença.

A vida muda, quando “você muda”, pare de esperar sempre pelos outros.

Adaptação do texto de Luíz Fernando Veríssimo

(Todos os direitos reservados ao autor)

Veja também:

Anúncios

Autor: Fernanda Suguino

Fascinada por gente que pensa, questiona e desafia a si mesmo. Psicóloga formada pela Universidade Mackenzie e pós-graduada em Psicopatologia pela NAIPPE/USP.

Você também já passou por isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s