Aventuras na minha nova profissão: Webanalyst (parte 1)

webanalistaFalar é fácil, colocar em prática, nem tanto. Já dei entrevistas sobre o assunto, já postei sobre o tema, mas o que eu ainda não contei é que estou experimentando, na pele, o que significa mudar de profissão e se aventurar em uma nova área. Correr atrás do conhecimento que eu ainda não tenho é o primeiro desafio. Nesse ponto, ser autodidata é quase fundamental e a internet tem sido uma aliada e tanto.

Resolvi mudar de profissão. E agora?

Perseguir colocação profissional em uma nova profissão requer competências e habilidades extras. As dificuldades são sempre relativas e traçar um plano de ação é o primeiro passo.

1. Definir um objetivo: aonde eu quero chegar? Isso definirá o que eu devo estudar.

2. Eleger um ídolo: eleja um colega de trabalho ou um expert como tutor e siga seus passos como um detetive.

3. Colocar a mão na massa: disciplina, determinação e concentração. Chegou a hora de aprender. Selecione livros, sites, blogs e discipline-se. Intenção sem ação não lhe levará a lugar algum.

4. Testar o que aprendi: tente ver o resultado do aprendizado na prática ajuda a motivar você a continuar estudando. Mescle teoria e prática para não ficar entediado.

5. Não dê um passo maior do que a perna: aumente o grau de dificuldade das tarefas gradativamente. Começar com graus de dificuldade muito elevados só vai deixar você frustrado.

No meu caso:

1. Objetivo definido: quero me tornar webanalyst. Os motivos? São vários! Considerando que sou psicóloga,  o idioma que preciso dominar é alemão, tinha que tentar uma profissão onde o idioma não fosse uma barreira. Ao chegar na Alemanha, consegui uma colocação em uma agência de internet que trabalhava para o público brasileiro, o que me fez aprender o básico (um pouco sobre: HTML, CSS, Pesquisa de palavras-chave, Content Strategy, SEO e E-Commerce). Agora, estou em uma empresa alemã (mediaworx) e a área técnica me permite uma boa oportunidade de aprender em inglês, já que alemão não é lá muito fácil.

Google Analytics Curso gratuito2. Meu ídolo: não tenho um ídolo personificado, mas estou me especializando em Marketing Digital, mais especificamente em Google Analytics e análise de Websites. Por quê? Descobri uma lacuna na empresa. Faltam profissionais especializados nessa área e há uma demanda significativa. Trata-se de uma área relativamente nova e os meus conhecimentos em Marketing e Psicologia contam, neste caso, como pontos positivos.

3.  Mão na massa: o Google disponibiliza uma série de informações e cursos gratuitos online. Muitos conteúdos estão disponíveis inclusive em Português, o que facilita bastante. Mas a maioria das fontes preciso ler em inglês mesmo. Para finalizar, acabei de me inscrever no primeiro curso da Google Academy! Em breve postarei os resultados das minhas primeiras aulas.

4. Testando meus conhecimentos: ainda falta, mas já estudei bastante. Comprei um livro sobre o assunto: Advanced Web Metrics with Google Analytics (Brian Clifton) (clique para baixar a 2. Edição gratuitamente) recomendado por um colega. Em paralelo me disponibilizei a ajudar um colega, Heiko Stiegert, em elaborar Reports para uma empresa na área de seguros (Arag). Assim, comecei a treinar o que aprendi, ganhei experiência básica em ferramentas como Xovi, Sistrix, eTracker, onPage.org e Seolytics e pude contar com o apoio dele quando surgiam as dúvidas.

5. Minhas realizações: no começo do ano, comecei fazendo pesquisa de palavras-chave para o site da empresa. Em julho iniciei um projeto com um outro colega, Ralf Schukay. Confesso que o grau de dificuldade não era (e não é) dos mais fáceis, mas meu colega tem me ajudado bastante. Ontem ministrei meu primeiro Workshop sobre Google Analytics (em alemão) para a empresa Zanox. Sobre o estresse, melhor nem comentar. Mas, tem valido à pena.

Leia também:

Texto por Fernanda Suguino. Todos os direitos reservados.
Reprodução parcial permitida com citação obrigatória do link de origem.

Anúncios

Autor: Fernanda Suguino

Fascinada por gente que pensa, questiona e desafia a si mesmo. Psicóloga formada pela Universidade Mackenzie e pós-graduada em Psicopatologia pela NAIPPE/USP.

Você também já passou por isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s